01/03/2009

CONHECIMENTO E SABEDORIA!


Dois discípulos procuraram um mestre para saber a diferença entre Conhecimento e Sabedoria.
O mestre disse-lhes:
Amanhã, bem cedo coloquem dentro dos sapatos,vinte grãos de feijão, dez em cada sapato, subam em seguida a montanha que se encntra junto a esta aldeia, até o ponto mais elevado.
No dia seguinte, os jovens discípulos começaram a subir o monte.
Lá pela metade do caminho, um deles estava padecendo de grande sofrimento, seus pés estavam doloridos e ele reclamava muito.
O outro subia naturalmente a montanha.
Quando chegaram no topo, um estava com o semblante marcado pela dor;o outro sorridente.
Então o que mais sofreu durante a subida, perguntou ao colega:
- Como você conseguiu realizar a tarefa do mestre, enquanto para mim foi uma verdadeira tortura?
O companheiro respondeu:
- Meu caro colega, ontem a noite cozinhei os vinte grãos de feijão.
É comum que se confunda CONHECIMENTO E SABEDORIA, mas essas são coisas diferentes.
Se prestarmos atenção, podemos verificar que a diferença é clara e visível.
O conhecimento é o somatório das informações que adquirimpos, é a base daquilo que chamamos de cultura.
Podemos adquirir Conhecimento sem vivermos uma experiência fora dos livros e das aulas teóricas.
Podemos nos tornar cultos sem saírmos da reclusão de uma biblioteca.
Já a Sabedoria, por outro lado é o reflexo da vivência, na prática, quer pela experimentação, quer pela observação,da utilização dos conhecimentos préviamente adquiridos.
Para ser sábio é preciso viver, experimentar, ousar, ponderar, amar, respeitar, ver e ouvir a própria vida.
É preciso buscar, sim o conhecimento, informação.
Deve-se atentar para não se tornar alguém fechado em si mesmo e no próprio processo de aprendizado.
Fazer isso é o mesmo que iniciar uma viagem e se encantar tanto com a estrada a ponto de se esquecer para onde se está indo.
E isso não parece ser uma atitude muito sábia.
Então sejamos sábios:
Vivamos!
Amemos e compartilhemos o que há em nossos corações!
E que saibamos cozinhar nossos feijões...
Paz e Luz pra você!


(desconheço autoria)

Um comentário:

Carla Fabiane disse...

As coisas em ordem...


Os grandes antigos, quando queriam propagar altas virtudes, punham seus Estados em ordem.

Antes de porem seus Estados em ordem, punham em ordem suas famílias.

Antes de porem em ordem suas famílias, punham em ordem a si próprios.

E antes de porem em ordem a si próprios, aperfeiçoavam suas almas, procurando ser sinceros consigo mesmos
e ampliavam ao máximo seus conhecimentos.

A ampliação dos conhecimentos decorre do conhecimento das coisas como elas são
(e não como queremos que elas sejam).

Com o aperfeiçoamento da alma e o conhecimento das coisas, o homem se torna completo.

E quando o homem se torna completo, ele fica em ordem.

E quando o homem está em ordem, sua família também está em ordem.

E quando todos os Estados ficam em ordem, o mundo inteiro goza de paz e prosperidade.

(Mestre Confúcio)
BEIJOS